Kit Embreagem Fiat Ducato 2.8 16V 232531 2002 2003 2004 2005
VALEO
Model: 232531
Product ID: 42
Product SKU: 42
New In stock />
Kit Embreagem Fiat Ducato 2.8 16V 232531 2002 a 2005

Kit Embreagem Fiat Ducato 2.8 16V 232531 2002 a 2005

Marca: VALEOModelo:232531 Referência: 6612

Carregando...
Simulador de Frete
- Calcular frete

KIT EMBREAGEM DUCATO 2.8 8V TURBO 2003 A 2009

 

Sobre o Produto:

A embraiagem (português europeu) ou embreagem (português brasileiro) é o mecanismo utilizado em diversos veículos, para transmitir a rotação do volante do motor para as engrenagens da caixa de velocidades que, por sua vez, irá desmultiplicar essa rotação (consoante a engrenagem - ou mudança - selecionada) e transferi-la para o diferencial através do eixo. A transmissão entre o volante, fixado por meio de parafusos à cambota, e a caixa de velocidades dá-se através da pressão do disco de embreagem, um disco delgado de aço de elevada tenacidade cujas faces estão revestidas com um material de alta fricção, contra o volante do motor.

 

Quando é a hora de trocar sua peça:

Os principais indicativos de que sua embreagem está com defeito são:

 

  • Embreagem dura: Isso é um dos mais clássicos sinais de que a embreagem vai dar problema. Pode ser ocasionada por uma tensão excessiva ou desregulada do cabo de embreagem. E esse, se romper, você vai ficar na rua – ou ter de passar a marcha do carro “no tempo”, o que nunca é bom. O pedal duro da embreagem pode indicar também uma folga exagerada dos cilindros de embreagem. Você pisa e o sistema não exerce a pressão adequada. Outro defeito que provoca a rigidez é a ligação fora de ajuste: quando o pedal é acionado, a ligação transmite a quantidade errada de força. Um problema – pouco comum, é verdade, mas que não deve ser descartado por completo – é a presença de ar na linha hidráulica. O ar ocupa mais espaço que o fluido e deixa o conjunto da embreagem dura.
  • Pedal de embreagem sem folga: O correto é que o carro comece a se movimentar com o pedal da embreagem a partir da metade do curso. Se isso só estiver ocorrendo só quando você praticamente libera o pedal, é sinal de desgaste no sistema.
  • Pedal de embreagem trepidando: Qualquer trepidação excessiva nos pedais não é normal e o da embreagem pode ter diferentes causas. O leque é variado: pode ser desde a instalação dos discos até desgaste dos suportes da transmissão. Cubo de embreagem danificado e mesmo restos de óleo e de graxa podem aumentar o atrito, dificultar o funcionamento dos discos e provocar a tremedeira no pedal quando a embreagem é acionada.
  • Pedal de embreagem barulhento: Aquele chiado ou estalo ao acionar o pedal também está longe da normalidade. A culpa geralmente vem do rolamento, que pode estar nas últimas. Porém a causa também pode estar no desgaste do kit da embreagem como um todo. O ideal é levar logo o carro à oficina pois o problema pode atingir a caixa de câmbio.
  • Marcha arranhando: Isso era até normal no saudoso Fiat 147… Brincadeiras à parte, câmbio que arranha nas trocas de marchas mesmo que o motorista esteja com o pé fundo no pedal de embreagem é sinal de que algo está errado. A causa mais comum para isso é o anel sincronizador desgastado. A peça é responsável pelo tempo e acoplamentos corretos da engrenagem. Outras possibilidades são defeitos no garfo que movimenta a engrenagem ou, em casos extremos, falta de fluido no sistema de transmissão.
  • Câmbio fantasma: Alavanca que volta ao ponto morto sozinha não significa que seu carro precise de uma sessão de descarrego – talvez seja até o caso, mas não para isso. O trambulador pode ser o problema por trás desta marcha que pula e desengata do nada. A peça é uma espécie de ligação da alavanca com a caixa, que reproduz os movimentos da manopla. Se estiver com desgaste, o componente pode provocar esse “fenômeno”.
  • Câmbio se movimenta sozinho: Se a alavanca se movimenta a cada acelerada é preciso levar o carro para uma revisão. Ainda mais se o comando da transmissão do seu carro for por cabos metálicos. Um coxim do câmbio deteriorado causa folgas no sistema, que vão permitir que o câmbio e, consequentemente, a alavanca se movimentem.
  • Carro “patinando”: Sabe quando você muda a marcha, solta o pedal da esquerda e o carro demora a tracionar, como se a embreagem ainda estivesse acionada?  É o que os mecânicos também chamam de embreagem patinando ou deslizando. Esse é um dos principais sinais de problemas e a razão geralmente está no disco de embreagem, que pode estar com excesso de resíduos ou deteriorado. Assim, ele não consegue ser parado pelo platô no momento em que o pedal deixa de ser acionado.
  • Ruído no câmbio: Se você ouve um barulho de grilo oriundo da alavanca do câmbio que some quando você pisa na embreagem, fique atento. O defeito provavelmente está na falta de lubrificação do rolamento, peça responsável por ativar o platô. Como o componente é totalmente vedado, é preciso trocá-lo. Contudo, o ruído em ponto morto vindo da transmissão pode ser “natural”, oriundo das engrenagens trabalhando. Daí, quando você pisa na embreagem, um eixo da caixa “perde a folga” e o barulho cessa.
  • Trepidação ao arrancar: Outro exemplo comum de sinais de que a embreagem vai dar problema. Você engata a primeira, solta a embreagem devagar, acelera… e o carro parece uma gelatina. Quase certo de que a causa está no disco. Isso porque a peça deve estar com desgaste acentuado, o que afeta o seu acoplamento com o motor. Mas não seja precipitado. Essa tremedeira ao arrancar também pode ter origem… no motor. Mais especificamente nos coxins, responsáveis por filtrar as vibrações geradas pelo processo de combustão.

 

De acordo com Satkunas, o conjunto da embreagem pode durar, em média, de 100 mil a 150 mil quilômetros. “A embreagem do carro que roda mais na cidade do que na estrada, tem tendência de ficar mais desgastado, devido à troca constante de marchas, que levam o pedal da embreagem a trabalhar mais.

 

Sobre a Fabricante:

A Valeo é uma fornecedora automotiva parceira de todas as montadoras do mundo. Como uma empresa de tecnologia, a Valeo propõe e oferece produtos e sistemas inovadores que contribuem para a redução e emissão de CO2 e para a “Direção Intuitiva”. Em 2017, o Grupo gerou 18,6 bilhões de euros em vendas e investiu cerca de 12% das suas vendas de OE (Equipamento Original) em pesquisa e desenvolvimento. A Valeo tem 184 unidades industriais, 20 centros de pesquisa, 35 centros de desenvolvimento e 15 plataformas de distribuição. Emprega 111.600 funcionários em 33 países ao redor do mundo. É membro CAC 40, lista das TOP 40 empresas com capital aberto na bolsa de valores de Paris.

 

Sobre a Top Autopeças:

A Top Autopeças é uma empresa de Minas Gerais, especializada na venda de componentes para carros de alto padrão, temos orgulho de estar presente a mais de 10 anos no mercado de autopeças e comprar de grandes marcas diretamente como Mando, Susin, Schadek e Cofap.

 

Quais os Veículos Compatíveis:

Fiat Ducato 2.8 1999 até 2001

 

Informações Técnicas do Produto:

Marca: VALEO

Modelo do Motor: Multjet

Tipo do Motor: Aspirado

Tipo de Motor: Turbo

Combustível: Diesel

Número de Estrias: 21

Conteúdo: Plato, Disco, Colar

 

Sobre a Garantia:

90 dias de garantia de fábrica

7 dias para devolução por arrependimento, seguindo o CDC Art. 49.

1 Kit Embreagem Fiat Ducato 2.8 16V 232531 2002 a 2005

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Modelo: Ducato
  • Anos Compatíveis: 2002,2003,2004,2005
  • Motorização: 2.8
  • Valvulas: 16V
  • Fabricante: Fiat